A ESCOLHA (KIERA CASS)

A Escolha é o terceiro livro da trilogia A Seleção, portanto, se você ainda não leu o primeiro e o segundo volume, sugiro não ler essa resenha porque pode conter spoilers. 

Escolha1

A Escolha ∙ Kiera Cass ∙ Editora Seguinte

Nos dois primeiros livros, vimos America tendo que lidar tanto com seus sentimentos em relação a Maxon e Aspen, quanto com os problemas envolvendo o governo atual. O desfecho da história mostra a protagonista resolvendo estas dificuldades, além de precisando resistir ao rei, que a coloca à prova o tempo todo, e ainda conquistando o amor do público. É o momento mais decisivo da competição, em que o amigo pode se tornar inimigo e vice-versa.

Escolha4

O que eu tenho a dizer é: infelizmente A Escolha me decepcionou. É fato que este volume traz mais ação do que os outros, mas ainda assim não foi suficiente e algumas questões na história não ficaram bem resolvidas. Achei que a autora decidiu ir pelo caminho mais óbvio, pois em muitos momentos do livro eu senti que já sabia o que viria a seguir.

Escolha3

A trilogia foca realmente no romance e essa parte é sim incrível, mas a distopia deixa a desejar e foi por esse o motivo que o final não atingiu minhas expectativas. O livro não é ruim (e eu continuo amando o Maxon, hehehe), mas infelizmente eu esperava mais. A leitura vale a pena para quem leu os dois primeiros e quer ler o final. Para quem quer começar a trilogia, eu indico que não vá esperando grandes coisas e que tente se prender apenas ao romance.

Escolha2

Nota: ♥♥♥

É isso! Não sei essa resenha foi muito esclarecedora mas espero que tenham entendido minha opinião. Me contem nos comentários se já leram o livro e o que acharam, ok? Beijo!

Tag: Meu marido literário

books 2
Imagem: Reprodução

Hoje vim responder pra vocês a tag Meu Marido Literário que eu acho muito legal! Vi as perguntas no blog Sete Coisas há um tempinho (ele taggeou todos os leitores) e salvei o link nos favoritos, mas só lembrei de fazer esses dias. A tag consiste em escolher entre personagens de livros o seu par perfeito! Vamos às perguntas:

1. Que características fazem um personagem entrar na sua lista de “maridos”?
Reparando bem nos personagens masculinos que eu mais gosto, todos gostam de ajudar os outros e são “bonzinhos”.

2. O que menos te atrai em um personagem?
Não gosto de personagens chatos. Tem que ser legal, tem que fazer rir!

3. Quem é o seu atual marido literário?
Como foi o último livro que eu li, o Maxon da trilogia A Seleção.

4. Qual o seu marido literário mais gato?
O Zach de Sorte ou Azar (como eu imagino porque né, rssss).

5. Cite 5 dos seus maridos literários:
(fotos de como eu imagino)

dylanDavid  A Garota Americana ∙ Meg Cabot

Já li A Garota Americana TANTAS vezes! É definitivamente um dos meus livros preferidos e grande parte desse amor se deve ao David, o filho do presidente. A Meg Cabot se superou nesse livro! Foi muito difícil pensar em algum famoso que se parecesse com o David da minha cabeça, mas quando eu lembrei do Dylan O’Brien, pensei: “É ESSE! Só que com os olhos verdes”. Hehehe. Apenas.

nickMaxon Schreave ∙ Triologia A Seleção ∙ Kiera Cass

Já falei nas resenhas (1 e 2) que sou totalmente #TeamMaxon. Ele é literalmente um príncipe. Cavalheiro, gentil, educado e humilde. Mesmo algumas atitudes dele em A Elite terem me incomodado, eu aceitaria numa boa ser a America! Eu imagino o Maxon com a cara do Nick Jonas, hehehe.

joshPeeta Mellark  Trilogia Jogos Vorazes ∙ Suzanne Collins 

Quando eu li os livros pela primeira vez, o filme ainda não havia sido lançado, mas eu já sabia que quem interpretaria o Peeta seria o Josh Hutcherson. Eu imaginei o personagem moreno, apesar dele ser loiro. Ele é maravilhoso e eu sofri DEMAIS com o que aconteceu com ele em A Esperança (quem leu sabe do que eu to falando)!

gusAugustus Waters  A Culpa é das Estrelas ∙ John Green

Gente, pfvr! Existe alguém nesse mundo que leu esse livro e não se apaixonou pelo Augustus Waters?! Apesar de não ter chorado lendo (pois é, eu choro vendo Faustão e não choro lendo A Culpa é das Estrelas), me emocionei muito com o final. Indico muito esse livro porque não é uma história sobre câncer clichê, a forma com que a doença é abordada é SENSACIONAL. Escolhi a foto do Joshua Anthony Brand, porque é i-g-u-a-l-z-i-n-h-o ao Gus que eu imaginei!


zac
Zach  Sorte ou Azar ∙ Meg Cabot

Li esse livro mais ou menos em 2008 e quando vi o personagem Zach, já imaginei o Zac Efron. Sou bem criativa, eu sei. Não lembro com detalhes do livro, mas imagino o Zach como um bad boy bonzinho – se isso fizer sentido.

É isso! Vou deixar a tag em aberto porque é muito chato quando a gente vê uma tag legal e não pode fazer porque não foi taggeado, né? Tá tudo liberado e quem quiser pode fazer! Espero muito que tenham gostado e se você fez/fizer deixa o link aí nos comentários pra eu ver, ok? Beijos e até o próximo post <3

PS: Tecnicamente eu peguei as perguntas da pessoa que taggeou o Sete Coisas, porque o dele era minha “esposa” e o meu tinha que ser “marido” :P

A Elite (Kiera Cass)

A Elite é o segundo livro da trilogia A Seleção, portanto, se você ainda não leu o primeiro livro, sugiro não ler essa resenha porque pode conter spoilers. 

A Elite ∙ Kiera Cass ∙ Editora Seguinte

O livro continua contando a história de America na Seleção. A disputa começou com 35 garotas, mas agora só restam seis. A protagonista se vê diante de um conflito: Aspen, com quem se sente segura e confortável, ou Maxon, o literalmente príncipe que qualquer uma sonharia, mas que traz consigo todas as responsabilidades de ser uma princesa? O tempo de America é curto: a competição está acirrada, as outras garotas estão muito determinadas e Maxon precisa fazer sua escolha.

Neste livro, a autora mostra um pouco mais do governo atual do país e um novo vilão aparece. Quanto ao triângulo amoroso, fica cada vez mais difícil saber quem ficará com quem. Com Aspen no palácio, conhecemos mais a personalidade do rapaz e confesso que meu coração #TeamMaxon chegou a ficar balançado em algumas cenas! As atitudes do príncipe me decepcionaram um pouco nesse livro – apesar de serem compreensíveis, já que a America não se decide hora nenhuma! –, mas nada que o final não cure :P

A Elite segue os mesmos padrões de A Seleção. A fonte/espaçamento/margem são ótimos e a capa é linda, mas não tanto quanto a do primeiro livro.

Apesar de esperar um pouquinho mais da história, eu gostei bastante. Li super rápido assim como o primeiro, e estou muito ansiosa para o próximo (e último!) livro, uma pena que demore tanto para lançar. Espero que em The One o mistério dos rebeldes e da política do país sejam revelados – e que a America fique com o Maxon!

Nota: ♥♥♥♥

Espero que tenham gostado da resenha! Me contem nos comentários se já leram ou se ficaram com vontade de ler, e não deixem de participar do sorteio, hein? Beijos e até mais <3

A Seleção (Kiera Cass)

43

A Seleção ∙ Kiera Cass ∙ Editora Seguinte

O livro é uma distopia e se passa em Illéa, onde costumava ser os Estados Unidos. O país é divido em castas relacionadas ao poder aquisitivo de cada família, onde na Um está a família real e na Oito a classe mais baixa. A protagonista da história é America Singer, uma jovem da casta Cinco que se encontra em uma realidade difícil, ao ver diariamente sua família passar fome.

Seu destino muda quando ela recebe a carta da Seleção, uma competição televisionada em que 35 garotas disputam a mão do príncipe, que, pela tradição, deve se casar com uma plebeia. Essa é a oportunidade perfeita para jovens de 16 a 20 anos vivenciarem uma nova realidade. O problema é que America não quer ser uma delas, pois está apaixonada por rapaz chamado Aspen, um Seis, e não quer abrir mão desse amor.

Por pressão de sua mãe – que quer a chance de mudar de vida – e de seu namorado – que não suportaria vê-la desperdiçar uma oportunidade dessas –, a garota se inscreve, achando que não será de jeito nenhum uma das Selecionadas. Porém, por ironia do destino (e porque se não fosse por isso não teria história), America é uma das escolhidas e não tem opção além de ir até o palácio disputar a coroa.

44

A Seleção é o primeiro livro de uma trilogia e uma leitura incrível. Os capítulos não são nem muito curtos e nem muito longos e o trabalho da editora está impecável. A capa é uma das mais lindas que eu já vi e a fonte/espaçamento/margem estão ótimos.

40

Os personagens dessa história são muito cativantes. America é uma garota determinada, corajosa e humilde. Marlee é simpática, gentil e amiga. Aspen foi o que eu menos gostei – pelo fato do romance dos dois não ser muito explorado no livro, não nos dando muita vontade de torcer por esse amor –, mas dá pra perceber que ele faz o que faz pela felicidade de America. Já Maxon, ahhhh Maxon… Definitivamente um prínicipe! Ele é educado, gentil e amigo. Sua ingenuidade não é forçada e sua personalidade é incrível. Fiquei a-p-a-i-x-o-n-a-d-a por esse personagem e sou indiscutivelmente Team Maxon!

Li esse livro em uma noite e, na minha opinião, não existe maior elogio a um escritor do que perder o sono por um livro de sua autoria. Achei a história parecida com Jogos Vorazes em vários aspectos (distopia, concurso televisionado, triângulo amoroso, etc), mas A Seleção é um livro mais leve, com a dose certa de ação, comédia e romance. Definitivamente não é um clichê bobinho que você descobre de cara o final, mas sim um livro que prende muito a atenção de quem lê.

42

41

39

Amei esse livro e indico muito, principalmente pra quem tem tempo pra lê-lo sem pausas, já que ele te prende muito e o final te deixa LOUCA de vontade de ler o próximo. Terminei o livro e já fui correndo comprar o segundo – que por sinal chegou essa semana, então aguardem resenha. ;)

Nota: ♥♥♥♥♥

Espero muito que tenham gostado da resenha! Se você ainda não leu me conta nos comentários se ficou com vontade de ler, e se você já leu me conta se você é #TeamAspen ou #TeamMaxon, ok? Beijos e até o próximo post! <3

PS: Vocês perceberam que meu cabelo saiu ruivo (tipo o da America) nas fotos?! As fotos estão com efeito mas é pouquíssimo, a foto original é assim. Eu fiquei muito surpresa quando vi, porque, além de chapinha, eu não fiz nada nele! Acho que foi uma bênção de Deus! hahah :P