CIDADES DE PAPEL (JOHN GREEN)

CDP2

Cidades de Papel ∙ John Green ∙ Editora Intrínseca

Quentin Jacobsen – apelidado de Q –, um garoto meio nerd, é apaixonado desde a infância por Margo Roth Spiegelman, linda e popular.  O clichê acaba aí pois, numa certa madrugada, a garota invade o quarto dele pedindo ajuda num plano de vingança e Q, é claro, aceita. Depois dessa noite, ele espera que tudo mude entre os dois, mas Margo desaparece. O garoto então conta com a ajuda dos amigos para achar pistas e segui-las, mas quanto mais Quentin descobre, mais ele percebe que Margo não é quem ele pensava.

CDP1

O livro é dividido em três partes: a madrugada, as pistas e a busca. A fonte, a diagramação e o espaçamento são bons e o livro é pequeno, dá pra ler em um dia :)

CDP3

Não sei por que ainda me surpreendo com o John Green. Mais um livro impecavelmente escrito e com uma história maravilhosa! Comprei Cidades de Papel sem ter lido nada sobre e não me arrependi nem um pouco. A história é bastante reflexiva e o final me surpreendeu. Como já mencionei aqui no blog, os personagens são sempre cativantes e escrita do autor é leve, mesmo quando se trata de temas pesados. Dos três livros que li do autor, acho que esse foi o que eu mais gostei.

– Nada acontece como a gente acha que vai acontecer – diz ela.

–  Verdade –  digo. Mas depois que penso a respeito por um segundo, acrescento: –  Mas, se você não imaginar, as coisas sequer chegam a acontecer.

(Cidades de Papel, pg. 354)

Ah, e se você quiser saber mais sobre o livro, o John Green responde algumas perguntas dos fãs nesse vídeo aqui! :)

Nota: ♥♥♥♥♥

Espero que tenham gostado da resenha! Foi curtinha mas foi de coração, hehe. Esse foi um dos livros que eu li nas férias, por isso as fotos num lugar diferente. Me conta se você já leu Cidades de Papel ou se ficou com vontade de ler! Um beijo <3